Problemas de transpiração

Remédios e procedimentos médicos para transpiração excessiva

Quando produtos antitranspirantes tradicionais falham no controle eficiente da transpiração excessiva, produtos ou procedimentos medicinais podem ser recomendados pelo seu médico, farmacêutico ou profissional de saúde.

Remédios e procedimentos médicos para transpiração excessivaMedicamentos

Medicamentos orais chamados drogas anticolinérgicas (exemplo, propantelina, glicopirrolato) atuam na prevenção da estimulação das glândulas sudoríparas em seu corpo. Entretanto, o uso de drogas anticolinérgicas pode interferir com a estimulação de outras estruturas importantes do corpo, causando efeitos colaterais como boca seca, constipação e visão embaçada. Desse modo, o uso por tempo prolongado de drogas anticolinérgicas não é normalmente recomendado para o tratamento de transpiração excessiva ou hiperidrose.1,2

Uma droga alternativa que tem se mostrado muito eficaz no tratamento da hiperidrose das axilas é a toxina botulínica A, também conhecida como Botox. O Botox é administrado por uma série de injeções aplicadas na área das axilas para interromper os sinais do nervo que chegam às glândulas sudoríparas e evitar a transpiração. Este tratamento é eficiente por alguns meses, depois dos quais cessam os efeitos. Desse modo, os tratamentos com Botox precisam ser repetidos em intervalos regulares.1

Procedimentos médicos

Nos casos em que todos os outros tratamentos falharam no controle da transpiração excessiva, uma gama de procedimentos médicos/cirúrgicos está disponível.

Há duas abordagens cirúrgicas principais; a primeira é cortar os nervos que fornecem sinais para as glândulas sudoríparas nas mãos, conhecida como simpatectomia torácica endoscópica (ETS).  No entanto, a ETS pode ocasionar o aumento da transpiração em outras partes do corpo, a chamada “transpiração compensatória”. Como a ETS é irreversível e a ocorrência de transpiração compensatória é muito imprevisível, a ETS é considerada como um último recurso para tratamento da transpiração excessiva.1

Como alternativa, é possível a remoção cirúrgica das glândulas sudoríparas da área das axilas. Isso pode envolver a remoção da área da axila que contém as glândulas sudoríparas, ou a “raspagem” ou sucção das glândulas sudoríparas através de uma pequena incisão na pele.1

Iontonforese é outro processo de redução do suor, em que uma pequena corrente elétrica passa através da superfície da pele alterando o processo de transpiração o suficiente para reduzir a quantidade de suor produzido. O mecanismo exato desse funcionamento é desconhecido. Estão disponíveis aparelhos que podem ser usados nas mãos, pés, rosto e axilas.1

Tratamentos invasivos, como os citados, são procedimentos extremos e podem causar efeitos negativos, como cicatrizes ou desequilíbrios na transpiração e são normalmente considerados como último recurso. É importante consultar seu médico ou profissional de saúde antes de considerar algum desses tratamentos.

Referências:

  1. Patient.co.uk. Excessive sweating. http://www.patient.co.uk/health/Excessive-Sweating.htm (Last accessed 15.12.12)
  2. Mayo Clinic. Excessive Sweating.http://www.mayoclinic.com/health/hyperhidrosis/DS01082/METHOD=print (Last accessed 15.12.12)
Compartilhar esta página: